Press Release: Produção moveleira deve crescer 3,5% em 2014, aponta IEMI

O núcleo de Inteligência de Mercado do IEMI – Instituto de Estudos e Marketing Industrial – acaba de divulgar um novo estudo sobre o mercado de móveis. Denominado “Mercado Potencial de Móveis em Geral 2014”, o documento aponta que este ano a produção de móveis deverá ter crescimento de 3,5% em volumes de peças, enquanto as importações deverão crescer 14,5% e as exportações 8,0%.

Em valores (em dólares), projetando-se uma taxa cambial de R$ 2,44 por dólar, a produção de móveis chegaria a US$ 14,5 bilhões em 2014, enquanto as importações somariam US$ 337 milhões e as exportações, US$ 503 milhões.

“Com esses resultados, o consumo aparente cresceria 3,6% em volumes de peças e 5,8% em valores em reais. Já as importações atingiriam 2,9% do consumo em volumes de peças e 2,4% em valores. Por fim, as exportações aumentariam para 3,4% da produção em volumes de peças e permaneceriam em 3,5% em valores estimados para 2014”, afirma Marcelo Prado, diretor do IEMI.

 

Produção e consumo aparente interno

Hoje, o Brasil conta com 18,2 mil unidades produtoras que atuam no setor moveleiro nacional, juntas essas unidades são responsáveis por cerca de 300 mil pessoas empregadas, diretamente e indiretamente na produção.

Em termos de produção, os dados preliminares indicam uma alta no setor de 2,1% em 2013 em relação a 2012. Nos últimos 5 anos houve crescimento de 27,1%, passando de 370 milhões de peças produzidas em 2009 para 470 milhões de peças em 2013. Já o consumo aparente (resultado da produção + importação – exportação) teve crescimento de 29,4% em volumes de peças, entre 2009 e 2013. 

A participação dos importados sobre o consumo aparente nacional, em volume de peças, passou de 1,1% para 2,6% no período analisado. Já a participação dos exportados passou de 3,5% para 3,3%.

 

Consumo aparente de móveis (em 1.000 peças) (1) (2)(3)
. Móveis 2009 2010 2011 2012 2013
   Produção 369.957 413.787 431.031 460.542 470.213
   Importação 3.831 8.451 11.158 11.895 12.274
   Exportação 13.045 12.767 15.383 17.711 15.506
   Consumo aparente 360.748 409.556 427.076 455.070 466.981
   Participação dos importados (%) 1,1% 2,1% 2,7% 2,8% 2,6%
   Participação dos exportados (%) 3,5% 3,1% 3,6% 3,9% 3,3%
Fonte: IEMI
Notas: (1) Resultados preliminares para a produção e consumo aparente de 2013;
            (2) Comércio externo não inclui assentos para aeronaves, veículos e partes para assentos e móveis;
            (3) Consumo aparente = produção + importação – exportação
            (4) Participação dos importados = importação sobre o consumo aparente
            (5) Participação dos exportados = exportação sobre a produção

 

Consumo aparente de móveis (em US$ 1.000) (1) (2)(3)
. Móveis 2009 2010 2011 2012 2013
   Produção 11.067.960 15.081.139 17.618.451 16.622.164 15.567.555
   Importação 99.358 189.588 244.032 282.724 271.901
   Exportação 575.196 598.508 538.376 526.409 515.482
   Consumo aparente 10.695.780 14.784.319 17.443.371 16.567.814 15.323.973
   Participação dos importados (%) 3,0% 3,2% 3,2% 3,9% 1,8%
   Participação dos exportados (%) 6,2% 5,1% 4,2% 4,2% 3,3%
Fonte: IEMI
Notas: (1) resultados preliminares para a produção e consumo aparente de 2013;
            (2) Comércio externo não inclui assentos para aeronaves, veículos e partes para assentos e móveis;
            (3) Consumo aparente = produção + importação – exportação
            (4) Participação dos importados = importação sobre o consumo aparente
            (5) Participação dos exportados = exportação sobre a produção

 

Importação e exportação

Entre 2009 e 2013, as exportações caíram 10,4% em valores (em dólares), o que corresponde a um recuo de 2,7% ao ano. Já as importações aumentaram 2,7 vezes no mesmo período, um crescimento de 28,6% ao ano.

O país importou móveis principalmente da China, com 53,2% dos valores totais em 2013. Em seguida aparecem os Estados Unidos e a Itália, com 8,0% cada.

 

Países de origem das importações de móveis em 2013 (em % sobre o valor)

As exportações têm como principal destino os Estados Unidos, com 17% dos valores totais em dólares de 2013. Em segundo lugar aparece o Reino Unido, com 14%, seguido do Peru com 7,4%.

 

Dados Adicionais:

Unidades Produtivas por segmento e região

Hoje, o Brasil conta com 18,2 mil unidades produtoras que atuam no setor moveleiro. O maior número dessas unidades está alocado no segmento de madeira, com mais de 80% do total; seguido de móveis de metal, com 9% e os outros móveis, com 4,5%.

Entre 2009 e 2013, o segmento que mais cresceu em número de unidades produtoras foi o de móveis de madeira, com alta de 25%, seguido pelo segmento de metal com 22%. Já os outros móveis cresceram apenas 2%.

 

Unidades produtoras de móveis por segmento
. Segmentos 2009 2010 2011 2012 2013
  Móveis de madeira 12.633 12.930 13.751 14.685 15.778
  Móveis de metal 1.350 1.388 1.522 1.604 1.645
  Outros móveis 812 799 809 843 825
. Total (1) 14.795 15.117 16.082 17.132 18.248
Fontes: IEMI/RAIS
Nota: (1) São consideradas apenas as indústrias em atividade, operando legalmente, com pelo menos um produto em linha contínua de produção e no mínimo cinco empregados diretamente na produção

 

As regiões Sul e Sudeste concentram o maior número de unidades produtoras, com 39,6% e 38,5% do total, respectivamente. Em seguida a região Nordeste com 12,3%, a região Centro-oeste com 7,1% e por último a região Norte com 2,5%.

 

Empresas segundo sua localização e segmentos – 2013
. Produtos Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste
  Móveis de Madeira 15.778 410 1.784 6.054 6.399 1.131
  Móveis de metal 1.645 23 310 702 490 120
  Outros móveis 825 16 148 276 334 51
. Total (1) 18.248 449 2.242 7.032 7.223 1.302
Fontes: IEMI/RAIS
Nota: (1) Número de empresas em janeiro de cada ano / Não inclui empresas sem empregados

 

Ocupação de pessoal

Segundo dados preliminares do IEMI, os fabricantes de móveis chegaram na casa dos 300 mil empregos no setor, com um crescimento de 28% em relação a 2009, passando de 237 mil para 303 mil funcionários empregados direta e indiretamente no setor.

 

Pessoal ocupado na indústria de móveis
Descrição 2009 2010 2011 2012 2013
Móveis 236.633 267.626 281.420 295.201 302.581
Fonte: IEMI
Nota: (1) São consideradas apenas as indústrias em atividade, operando legalmente, com pelo menos um produto em linha contínua de produção e no mínimo um empregado diretamente na produção

 

Informações à imprensa:

ADS Comunicação Corporativa

Vera Santiago – veras@adsbrasil.com.br – (11) 5090.3016

Jacqueline Miranda – jacquelinem@adsbrasil.com.br – (11) 5090-3036

Nathália Chamon – nathalias@adsbrasil.com.br – (11) 5090-3042

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.