A Perdigão que comprou a Sadia e virou BRF, poderá…

A BRF que está sendo redesenhada, em sua estrutura, por Abilio Diniz que está por lá, há menos de um ano, parece também, que está sendo direcionada com prioridade para o mercado e não para a produção, como antes. Estas nuances, desse novo contexto, poderão até criar no futuro um perfil, da empresa, um tanto quanto parecido à Sadia, antes de ser absorvida pela Perdigão, podem ser percebidas na matéria de Alda do Amaral Rocha, sob o título “Após um ano de Abilio…” publicada no último dia 18, no jornal Valor Econômico.

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.