Fechará por não ser competitiva

A fábrica da Ford, que iniciou-se em 1967 em São Bernardo do Campo (SP) ao adquirir as instalações da Willys, de onde saíram o Jeep Willys, o utilitário Rural, Corcel, Maverick, Del Rey, Pampa, Escort, Ka e o atual Fiesta, além de adaptar a sua planta para caminhões leves, deverá fechar até o final do ano e dispensar 2,8 mil empregos diretos. Certamente pesou nesta atitude o fato de sua não competitividade na área de caminhões pesados onde outras marcas têm suas plantas apropriadas para esta finalidade e cuja competitividade não pode ser acompanhada além da falta de investimento cujo o ultimo aporte aconteceu em 2015. Porém continuará no Brasil com sua unidade de Camaçari (Bahia) onde opera com três turnos de trabalho. (Empresas/Valor/20-02-2019)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.