Esperava juros menores

De acordo com Fernando Valente Pimentel, presidente da Abit, em entrevista ao jornal Monitor Mercantil/RJ, essa entidade esperava juros menores frente a última decisão do Copom que manteve a SELIC no patamar de 6,5%/ano, os quais ainda estão muito altos se comparados com a média internacional. Cita para tanto o ranking do site Money&You e da Infinity Asset Management, no qual a taxa básica do Brasil é a 7ª maior do mundo apesar de estar no nível mais baixo já visto na nossa história recente. (Monitor Mercantil/RJ/03-08-2018)

Dollarphotoclub_65081458

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.