Renner vê risco em vendas a prazo

A varejista de moda Renner, que apresentou resultados do segundo trimestre acima do esperado por analistas, informou no dia 20 último, que as incertezas da conjuntura macroeconômica podem levar a um aumento nos níveis de inadimplência no segundo semestre. No segundo trimestre, a taxa de perda líquida com a inadimplência nas vendas com cartão Renner foi de 4,1% ante 3,2% no segundo trimestre de 2013. Atualmente, 51% das suas vendas são feitas com o cartão Renner. O presidente da empresa, afirmou que a companhia tem mantido taxas de inadimplência e de perdas líquidas praticamente estáveis desde 2008, mas percebe no cenário uma falta de confiança por parte do consumidor. JP Morgan, Credit Suisse, Santander e Brasil Plural consideram que a Renner apresenta perspectiva favorável para o segundo semestre. O BTG Pactual Equity Research observou, em relatório, que a Renner manteve tendência de resultados acima da média do mercado e deu recomendação de compra para as ações, com preço-alvo de R$ 73. (Valor – 21/07/2014)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços

Deixe uma resposta