Press Release: IEMI lança Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil

IEMI – Instituto de Estudos e Marketing Industrial, especializado em pesquisas e análises do setor de móveis, calçados, têxteis e confeccionista, lança a 9ª edição do “Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil – Brasil Móveis 2014” que tem como objetivo fornecer informações setoriais e mercadológicas.

No documento – totalmente elaborado, produzido e editado anualmente pelo IEMI, com o apoio institucional da Movergs (Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul) e da ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) – foram analisadas as atividades dos diversos setores que compõem a Cadeia Produtiva de Móveis no Brasil, sua estrutura produtiva, número de empresas em atividade, pessoal ocupado, volumes, valores da produção, consumo de matérias-primas etc.

Além da estrutura e do desempenho da indústria nacional, o relatório apresenta a conjuntura internacional do setor, bem como a participação do Brasil nesse cenário mundial.

 

Principais Países Produtores Mundiais de Móveis

Em 2013, a produção mundial de móveis apresentou alta de 3,7% em relação a 2012. A Ásia teve destaque e, somada à gigante China, é responsável por mais de 54,4% da produção mundial e 46% das exportações. A União Europeia, com seus 28 países-membros, obteve uma menor parcela no segmento, ocupando a segunda posição, com 23,4% da produção mundial. Na terceira posição está a América do Norte, como produtora e consumidora, alavancada pelos Estados Unidos, que, separadamente, são o segundo maior produtor e consumidor de móveis, com 10% e 17,3%, respectivamente. O Brasil detém 3,7% da produção mundial, mas detém uma parcela pouco significativa das importações (0,5%) e exportações globais (0,4%).

 

Produção da Cadeia Moveleira Brasileira

“A indústria de móveis no Brasil exerce um papel com destacada relevância na cadeira produtiva da madeira. Tem no suprimento de uma enorme rede de varejistas especializados e lojas de departamento nos produtos ofertados pelo segmento uma de suas principais fontes de receita”, afirma Marcelo Villin Prado, diretor do IEMI.

A indústria nacional de móveis produziu 476,2 milhões de peças acabadas em 2013, o que representa um aumento de 3,4% na comparação com 2012. No período de 2009 a 2013, o crescimento foi de 28,7%, representando alta média de 6,5% ao ano. A produção de colchões alcançou 35,5 milhões de peças em 2013, um crescimento levemente maior (5,6%). Porém, entre 2009 e 2013, houve expansão de 24,1%.

Os móveis para dormitórios somaram 34,6% do total de móveis produzidos em 2013; para escritórios, 17,5%; para cozinhas, 11,9%; os estofados, 10,7%; os de sala de jantar, 10,6%; e os de sala de estar 5,0%. Outros móveis somaram 9,7% do total da produção.

 

Evolução do Emprego e do Número de Empresas no Setor Moveleiro no Brasil

“De acordo com os dados apresentados no relatório, verifica-se a importância do setor produtor de móveis e colchões quando comparado aos indicadores da indústria de transformação no Brasil, tanto pela relevância do valor de sua produção, quanto por sua capacidade de gerar empregos e divisas para o País”, ressalta Prado.

Em 2013, o setor de móveis e colchões produziu cerca de R$ 42,9 bilhões, o equivalente a 1,9% do valor total da receita líquida da indústria de transformação nacional.

Os empregos diretos e indiretos gerados pelo setor produtor de móveis e colchões somaram 328,6 mil postos de trabalho em 2013, o equivalente a 3,3% do total de trabalhadores alocados na produção industrial nesse ano, demonstrando que é um segmento de forte impacto social.

 

Grandes números do Setor, apresentados no Brasil Móveis 2014 

A cadeia produtiva de móveis e colchões no Brasil, em 2013, era composta por:

 

  • 18,7 mil indústrias
  • 328,6 mil empregos
  • 511,8 milhões de peças produzidas
  • R$ 42,9 bilhões em valores de produção
  • US$ 686,4 milhões exportados
  • US$ 744,4 milhões importados
  • R$ 1,4 bilhão investido

 

 

Sobre o IEMI

O IEMI – Instituto de Estudos e Marketing Industrial foi criado em 1985 para atender a crescente demanda das indústrias e entidades por dados numéricos e comportamentais relativos aos seus mercados, bem como para ajudar a sustentar o planejamento de suas ações. O IEMI tornou-se a principal fonte de informações para importantes setores da economia brasileira, contribuindo para seu melhor desenvolvimento.

 

Informações à imprensa sobre o IEMI: ADS Comunicação Corporativa

Vera Santiago – veras@adsbrasil.com.br – (11) 5090-3016

Jacqueline Miranda – jacquelinem@adsbrasil.com.br – (11) 5090-3036

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços

 

Deixe uma resposta