Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box 2021

Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box 2021

Acompanhe em profundidade o tamanho, evolução da oferta, demanda e o impacto das restrições sanitárias ao longo do ano de 2020 no mercado de Colchões e Camas-Box no Brasil.

O Estudo do Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box retrata a evolução da produção e indústria, o comércio externo e canais de distribuição nos últimos 5 anos e uma relação com 89 empresas do segmento de colchões e camas-box.

A produção apresentou crescimento de 3,6% em 2020.

O número de pontos de venda de colchões e camas-box no país aumentou em 2020, passando para 38,6 mil pontos.

O segmento emprega mais de 27 mil pessoas, as quais concentram-se nas empresas de médio e grande porte.

Entre os canais de distribuição da produção, destaca-se o crescimento do e-commerce, que registrou um crescimento de 24,0% em valores.

Receba os HIGHLIGHTS do estudo preenchendo o questionário abaixo e deixe sua mensagem.

O Estudo do Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box apresenta:

Dimensões da indústria de colchões no Brasil
1. Os grandes números do setor
1.1. Principais indicadores
1.2. Importância do setor na economia brasileira
2. Unidades produtoras por porte e região
2.1. Distribuição de unidades produtoras por porte
2.2. Distribuição de unidades produtoras por porte (%)
2.3. Distribuição de unidades produtoras por região
2.4. Distribuição de unidades produtoras por região (%)
3. Pessoal ocupado por porte e região
3.1. Distribuição do pessoal ocupado por porte
3.2. Distribuição do pessoal ocupado por porte (%)
3.3. Distribuição do pessoal ocupado por região
3.4. Distribuição do pessoal ocupado por região (%)
3.5. Distribuição do pessoal ocupado por condição de emprego (%)
3.6. Representantes comerciais autônomos
4. Unidades produtoras e número de pessoal ocupado por unidade da federação
5. Turnos de trabalho
6. Empresas segundo as linhas de artigos produzidas

Produção nacional de colchões e camas-box
7. Dimensões da produção nacional
7.1. Evolução da produção
7.2. Distribuição da produção segundo os modelos (peças)
7.3. Distribuição da produção segundo os modelos (%)
7.4. Evolução no período
8. Distribuição da produção segundo os tamanhos (peças)
8.1. Colchões de espuma
8.2. Colchões de molejo (mola)
8.3. Camas-Box
9. Distribuição da produção por porte
10. Distribuição da produção por região
10.1. Produção por região e unidade federativa – 2020 (em 1.000 unidades e em %)
11. Valor da produção
11.1. Evolução do valor da produção de colchões
11.2. Distribuição do valor da produção segundo os modelos
12. Distribuição do valor da produção segundo os tamanhos
12.1. Colchões de espuma (R$ 1.000)
12.2. Colchões de molejo (mola) (R$ 1.000)
12.3. Camas-box (R$ 1.000)
13. Preços médios
13.1. Colchões de espuma (R$/peça) |36|
13.2. Colchões de molejo (mola) (R$/peça)
13.3. Camas-box (R$/peça)

14. Evolução dos investimentos realizados (R$ 1.000)
14.1. Distribuição dos investimentos por área (R$ 1.000)

15. Volume consumido de matérias-primas

15. Volume consumido de matérias-primas

Consumo aparente de colchões e tendências
1. Consumo aparente e participação do comércio externo
1.1. Consumo aparente em volume (1.000 peças)
1.2. Consumo aparente em valores (US$ 1.000)
1.3. Consumo aparente em valores (R$ 1.000)

Indicadores Macroeconômicos
2. Como a Macroeconomia afeta o setor

Canais de distribuição
3. Canais de distribuição da produção
3.1. Canais de distribuição da produção – em 1.000 peças
3.2. Canais de distribuição da produção – em % do volume
3.3. Canais de distribuição da produção – em R$ 1.000
3.4. Canais de distribuição da produção – em % dos valores
4. Força de vendas no mercado interno
4.1. Lojas próprias ou franqueadas
5. Distribuição das vendas conforme público-alvo
6. Pontos de venda de móveis e colchões no Brasil
6.1. Pontos de venda de móveis e colchões por UF, região e porte das lojas
7. Concentração dos pontos de venda por município

8. Breve histórico
9. Perfil demográfico
9.1. População brasileira residente (1.000 habitantes)
9.2. População brasileira por faixa etária (1.000 habitantes)
10. Renda per capita
10.1. Evolução do número de habitantes e da renda no Brasil
11. Poder de compra
11.1. Distribuição da população brasileira por poder de compra
11.2. Distribuição do consumo de colchões em geral por poder de compra
12. Consumo por região e unidade federativa
13. Consumo residente nas principais cidades brasileiras
14. Consumo de colchões por habitante
14.1. Consumo por habitante/ano

Comércio externo brasileiro de colchões
1. Sumário
2. Resultados da balança comercial do setor de colchões
2.1. Saldo da balança comercial (US$ 1.000)
3. Exportações brasileiras de colchões
3.1. Exportação em valores (US$ 1.000)
3.2. Exportação em volumes (1.000 peças)
3.3. Preços médios nas exportações (US$/peça)
4. Importações brasileiras de colchões
4.1. Importação em valores (US$ 1.000)
4.2. Importação em volumes (1.000 peças)
4.3. Preços médios na importação (US$/peça)
5. Origem das importações e destino das exportações
5.1. Origem das importações de colchões (US$ 1.000 e %)
5.2. Destino das exportações de colchões (US$ 1.000 e %)
6. Participação das unidades federativas exportadoras
6.1. Principais unidades federativas exportadoras (US$ 1.000)
6.2. Principais unidades federativas exportadoras (% sobre valores)
7. Participação das unidades federativas importadoras
7.1. Principais unidades federativas importadoras (US$ 1.000)
7.2. Principais unidades federativas importadoras (% sobre valores)

o estudo apresenta o perfil de:

0
Empresas do segmento de colchões e camas-box

estratificados por:

Adquira o estudo:

Conheça também alguns projetos de pesquisa de mercado.

Conheça outras pesquisas exclusivas IEMI.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn