IEMI analisa intenções de compra do Dia dos Pais e artigos de vestuário lideram a preferência

O IEMI – Inteligência de Mercado analisou as intenções de compra de presentes para o Dia dos Pais pelos consumidores brasileiros. A análise indica que 63% dos consumidores irão comprar um presente na data e 81% deles responderam positivamente sobre o presente ser um artigo de vestuário para o próximo dia 11 de agosto.

O tíquete médio dos presentes será de R$ 146,29, sendo que mais de 36% dos consumidores pretendem gastar até R$ 200,00 na compra.

A análise foi realizada a partir do estudo Comportamento de Compra do Consumidor de Vestuário 2019 a ser lançado em agosto.

Entre os itens de vestuário mais procurados, destaque para as camisetas, eleitas por mais de 20% dos consumidores, seguidas por calças jeans (19%), camisas polo (13%), shorts e bermudas (8,2%) e outros artigos. Mas ainda há dúvidas para 13,7% dos respondentes, que ainda não decidiram o que comprar.

Os consumidores das classes C e D/E, mostram-se mais interessados nas camisetas, tendo 46,8% deles indicado este artigo. A classe B se destacou com a preferência pelas calças jeans, 19,9% deles devem comprar este item. Já 17% dos consumidores da classe A demonstraram mais interesse pelas calças jeans e camisas polo, nas mesmas proporções.

Segundo Marcelo Prado, diretor do IEMI, apesar do tíquete médio estar acima de R$ 140,00, 42,5% dos pesquisados afirmam que pretendem gastar até R$ 100,00 na compra. “O consumidor ainda se mostra cauteloso em relação aos gastos, mas o fato positivo para o comércio de roupas é que a maioria não deixará a data passar em branco.”

Entre os canais de compra preferidos pelos consumidores para o Dia dos Pais estão as lojas de departamento, com 31,1% das intenções, e as lojas monomarcas de shoppings, com 30,6%. Ambas totalizam mais de 60% das escolhas, sobrepondo-se às lojas de rua (20,4%) e e-commerce (16,1%).

A preferência pelas lojas monomarcas de shoppings se destacam pelos consumidores da classe A, tendo 37,7% deles indicado esta preferência. Já as lojas de rua se mostraram mais do agrado dos consumidores da classe D/E, por 34,6% deles.

O e-commerce despertou mais interesse junto aos consumidores da região Sudeste (20,4%) e da classe A (32,1%).

 

 Sobre o IEMI

O IEMI – Inteligência de Mercado foi criado em 1985 para atender à crescente demanda por dados numéricos e comportamentais relativos aos mercados das empresas e entidades de todos os tamanhos, bem como ajudar a sustentar o planejamento de suas ações. O IEMI tornou-se a principal fonte de informações para importantes setores da economia brasileira, como o de móveis e colchões, contribuindo para seu melhor desenvolvimento.

 

Informações à imprensa: ADS Comunicação Corporativa

Vera Santiago – veras@adsbrasil.com.br – (11) 5090-3016

Jacqueline Miranda – jacquelinem@adsbrasil.com.br (11) 5090-3017


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.