Custo maior para as entregas das vendas online

A partir de hoje, os Correios com Sedex e Cargas Expressas terão aumento de 8,5%. Para a Fecomercio/SP os principais prejudicados serão as empresas que vendem grandes volumes de vestuário acessórios, perfumes e cosméticos, além das pequenas e médias empresas. Dependendo da localidade, os reajustes podem chegar a 15%. Frente ao fato, varejistas como; Magazine Luiza, B2W, Amazon, Carrefour, Mercado Livre, Via Varejo e Netshoes, tentaram negociar reajuste menor com os Correios que apenas informou que em 90 dias dará retorno a uma proposta de eventual desconto frente à atrasos ou se o índice ficar abaixo do limite das empresas. (Empresas/Valor/06-03-2019)

Dollarphotoclub_65081458

(Imagem meramente ilustrativa)

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

Deixe uma resposta