Estudo do Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados

Estudo do Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados

Conheça o Estudo do Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados.

Entenda os perfis, o comportamento e motivações dos consumidores de calçados, sua ocorrência na população brasileira.

Abaixo seguem alguns highlights do estudo exclusivo sobre o Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados em 2022/2023.

Realizado bienalmente em média, este relatório IEMI traz uma análise completa do comportamento de compra do consumidor de calçados no Brasil. Baseado no relato da última compra realizada com mais de 1000 consumidores, mapeia fatores decisórios de compra com estratificação por perfil e por região do País, considerando: faixa etária, gênero e poder de compra.

Veja highlights do Estudo

Imagem do produto no estudo:

Perfis identificados:

Canais do Varejo:

O Estudo do Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados apresenta:

Ocorrência dos perfis nos diferentes grupos da população

1. Perfil por gênero
2. Perfil por faixa etária
3. Perfil por poder de compra
4. Perfil por região onde mora

5. O multiplicador
6. O seguidor de moda
7. O funcional
8. O independente de moda
9. Curva de vida do produto

10. Faixa de gasto por perfil
11. Perfil por poder de compra
12. Perfil por gênero
13. Perfil por faixa etária
14. Frequência de compra
15. Quantidade de peças de roupas adquiridas na última compra
16. Motivações de compra
17. Estilo do produto
18. Canal loja
18.1. Tipo e formato da loja em que comprou
18.2. O que a loja oferece
18.3. Motivos para rejeitar uma loja
19. Forma de pagamento
19.1. Número de parcelas

Gênero, idade, poder de compra e região

1. Frequência de compra de vestuário
2. Quantidade de peças de vestuário adquirida na última compra
3. Lembravam do valor gasto na última compra
4. Valor gasto na última compra
5. Linhas de vestuário que compraram
6. A quem o produto se destinava
7. Motivações de compra
8. Estilo do produto
9. Já havia visto o produto em outra oportunidade
10. Onde viu o produto
11. Após ter visto o produto, planejou comprá-lo
12. Realizou a compra do produto em época comemorativa ou promocional
13. Chegou a pesquisar na internet antes de realizar a compra
14. Itens relacionados ao produto que chegou a pesquisar na internet
15. Após a pesquisar na internet visitou alguma loja física
16. Comparou o mesmo produto em outras lojas

17. Canal de compra utilizado
18. Onde está localizada a loja
19. Tipo e formato da loja em que comprou
20. Localização da loja
21. Conhecia a loja em que comprou na última vez
22. Já havia comprado nessa loja
23. Com que frequência compra nessa loja
24. Indicaria a loja para os amigos
25. O que mais o agrada em uma loja
26. Repara nas vitrines
27. Deixa de entrar na loja por causa da vitrine
28. Prefere comprar em lojas que possuem vendedores
29. Influência do vendedor da loja
30. Motivos para rejeitar uma loja

31. Frase que descreve o melhor hábito de compra pela internet
32. Equipamento utilizado para realizar a compra
33. Lembra qual site comprou
34. Como chegou ao site em que realizou a compra
35. Já conhecia o site em que realizou a compra
36. Já havia comprado nesse site
37. Motivos para comprar pela internet
38. Chegou a pesquisar e olhar em uma loja física antes da compra
39. Satisfação com a compra realizada
40. Compraria novamente nesse site
41. Valor do frete
42. Indicaria o site para um amigo
43. Razões para não comprar pela internet

49. Forma de pagamento
50. Quantidade de parcelas

Lembrança de marca
1. Conceitos

As marcas, as lojas e os sites

2. Marcas mais lembradas e marcas adquiridas
3. Já havia comprado dessa marca anteriormente
4. A marca foi decisiva no momento da compra
5. Pretende comprar novamente desta marca de vestuário
6. Procuraria as peças dessa marca em diferentes lojas
7. Como se sente em relação à marca adquirida
8. Motivos para comprar dessa marca
9. Atributos que mais o agradam quando compra uma marca
10. Estaria disposto a pagar mais pelo produto
11. O que faz com que você não compre determinada marca
12. Deixaria de comprar de uma marca envolvida com o trabalho escravo
13. Lojas mais lembradas e lojas onde as marcas foram compradas
14. Sites de pesquisa e sites em que as marcas foram compradas

Receba um OVERVIEW gratuito do relatório.

Que tal ir ao shopping e escolher sapatos novos?

Dentre as “25 frases que você que você nunca ouvirá de um homem”, elencadas pela Rádio Super Jovem FM, em meados dos anos 2000, está “Querida, por que a gente não vai ao shopping e você escolhe uns sapatos novos?” Embora seja uma frase improvável, simplesmente não faz diferença, analisando panorama a seguir.

Mercado

No ano passado foram gastos cerca de R$ 56 bilhões no varejo de calçados no Brasil, foi um crescimento de quase 20% (19,7%) em valores sobre 2020. E com 13,8% de aumento considerando o volume de pares vendidos.

Já a produção de calçados no ano passado, também apresentou crescimento estimado, em 2,9% em relação à 2020, mas ainda não recuperou os níveis anteriores à pandemia.

Em 2019, foram produzidos 22 bilhões de calçados no mundo. Em 2020, com a pandemia e seus desdobramentos, essa produção caiu para cerca de 19 bilhões de pares de calçados.

Durante esse período, o Brasil manteve-se como o quarto maior produtor de calçados, com 800 milhões de pares produzidos, ou seja, 4,2% do montante produzido mundialmente.

No Ranking mundial de 2020, o Brasil ficou na 22ª posição como exportador de calçados, com 93 milhões de pares exportados e movimentando um total de U$ 650 milhões.

Comportamento do Consumidor

De acordo com o novo Estudo do Comportamento de Compra do Consumidor de Calçados do IEMI, lançado no final deste mês de abril, o gasto médio dos consumidores em sua última compra foi aproximadamente R$ 264,00. A maioria dos consumidores apontam ainda que a marca foi um fator relevante na hora da compra e, 71% dos deles disseram que pagariam a mais pela marca de sua preferência.

Social Influencers

Quase 20% dos consumidores de calçados foram impactados por influenciadores das redes sociais. Entre eles, 70% foram impactados por influenciadores do Instagram.

Sustentabilidade

Em relação à sustentabilidade, 52% dos consumidores compraram calçados sustentáveis em sua última compra e, dentro desse grupo, 88% acham que a questão da sustentabilidade teve peso relevante em sua decisão de compra.

Cerca de 45% dos consumidores buscaram por calçados sustentáveis antes de realizar a compra.

Entre os consumidores que se mostraram dispostos a pagar mais pelo calçado comprovadamente sustentável, 74% deles pagariam de 10% a 20% a mais.

Canais de Compra

Analisando os canais de compra, 60% dos consumidores fizeram a sua última compra de calçados em lojas físicas e cerca de 40% compram pela internet.

Entre os que compraram pela internet, 50% deles acessaram a loja virtual utilizando a busca pelo Google, enquanto 26% acessaram a loja via Instagram.

Eles preferem comprar pela internet, principalmente, pela facilidade e pelo preço mais acessível em comparação com a loja tradicional.

Conheça outras pesquisas exclusivas IEMI.

Deixe uma resposta