Avanço na Indústria de Colchões e as incertezas

A indústria nacional de colchões produziu, em 2019, aproximadamente 34,4 milhões de peças (considerando colchões e camas-box). Esse foi o maior valor observado ao longo de período de 2015 e 2019, analisado pelo Estudo do Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box 2020 e representa um aumento de 3,1% quando comparado com 2015.

Em termos dos canais de vendas internas, o destaque fica por conta do canal e-commerce, que apresentou crescimento de 32,9% em 2019 comparando com 2018. Com isso, o canal passou a contar com participação de 1,4% das vendas gerais em 2019.

Para 2020 a expectativas continuam incertas para este mercado devido a imprevisibilidade do cenário atual de risco de contágio do Coronavírus (Covid-19) e reclusão.

Mas considerando as projeções preliminares da produção de móveis e colchões no Brasil, no acumulado de 2020, o cenário mais provável é de uma queda de (-)12,2% no volume de peças, com variação de (-)8,8% a (-)15,7%, considerando o melhor e o pior cenário.

Para aqueles que adquirirem o Estudo do Mercado Potencial de Colchões e Camas-Box 2020 até o dia 15/05/2020, além das condições especiais, que podem chegar a 50% do valor. Receberão também uma pesquisa completa sobre as percepções dos consumidores de móveis e colchões acerca deste momento de reclusão.

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.