Vendas diretas em ritmo menor

De acordo com a ABEVD, a qual congrega todos os segmentos que operam com vendas diretas recuou 2,8% no período de janeiro a abril, frente ao mesmo período de 2016. No mencionado período movimentou R$ 13,7 bilhões. De acordo com essa entidade, em 2016, esse setor que reúne 11 categorias teve no vestuário, o segundo melhor desempenho com 11,8%. Em primeiro encontram-se os cosméticos com 40% de suas vendas. Em terceiro acessórios (10,3%), alimentos (6,6%), cuidados para casa (6,1%) e utilidade domesticas (4,6%). Este setor atualmente conta com 4,3 milhões de revendedores, que operam em média com catálogos de cinco empresas diferentes. (Valor/03-07-2017)

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.