Vendas de livros crescem

Inúmeras redes de livrarias, como Curitiba, Leitura, Martins Fontes e Nobel, mostram crescimento e já se candidatam a ocupar espaços em shoppings, anteriormente utilizadas por grandes redes, entre as quais, a Cultura e a Saraiva, que na última sexta-feira, dia 23, solicitou acordo, extrajudicial com débitos de R$ 675 milhões. De acordo com consultoria internacional no primeiro semestre, deste ano, as vendas de livros cresceram no País, na ordem de 6%. (Empresas/Valor/26-11-2018)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.