Uma ofensiva para exportar à ONU

Grupo de empresários nacionais resolveu fazer uma ofensiva de vendas, junto à ONU que realiza grandes licitações de compras a nível mundial. Em 2012 ela comprou US$ 3 bilhões de mercadorias. Foram seus maiores fornecedores: EUA com 24,1% desse total e Rússia (dos Brics) com 11,6%. O Brasil exportou apenas 0,2% (US$ 68 mil). Produtos têxteis entre outros estão entre os alvos. (Valor – 30/07/2013)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.