Uma CSN menor

O presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, montou plano urgente capaz de fazer frente ao seu endividamento, considerado preocupante. Contratou bancos de investimentos, capazes de vender ativos que não fazem parte do seu negócio principal. Também, segundo o mesmo, em teleconferência informou que controlará seu caixa, reduzirá seus custos e buscará melhor colocação de seus produtos com atenção à margem. Estas ações refletem o quadro reportado pela empresa que apresentou prejuízo liquido de R$ 615 milhões no segundo trimestre deste ano, frente aos lucros de R$ 19 milhões em igual período de 2014 e R$ 392 milhões em igual trimestre de 2013. (Estadão/14-08-2015)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.