“Um desastre para todos”

Em entrevista ao jornal OESP, de ontem, dia 1, o diplomata brasileiro, Roberto Azevedo, que teve seu novo mandato indicado para continuar a frente da a OMC, como seu diretor geral, por mais quatro anos, a iniciar-se em setembro próximo, disse: “Ações unilaterais prometidas pelo novo presidente, Donald Trump, dos EUA, seriam desastrosas para todos” e da mesma forma, no conjunto da referida entrevista ponderou: “medidas protecionistas podem fugir ao controle e isso poderá desacelerar a economia mundial”. Formado em engenharia mecânica, Azevedo ingressou na carreira diplomática em 1984 e sua primeira gestão a frente da OMC, foi vital para o Acordo de Bali (em 2013) e colocado em prática em fins do ano passado. (OESP/01-03-2017)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.