Tesoureiro de banco privado para controlar o BC brasileiro

Desde 2000 no banco Santander e atualmente comandando a tesouraria deste banco privado, o economista Roberto Campos Neto assumirá, em janeiro, o Banco Central do Brasil. Neto do também economista Roberto Campos, falecido em 2001, no período de 1964 a 1967 na gestão, da intervenção militar do Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, foi seu ministro de Planejamento, além do idealizador de BC e do BNDES. O novo diretor do BC brasileiro é pós-graduado em economia pela Universidade da Califórnia (EUA). (Da mídia/16-11-2018)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.