Setor têxtil olha para fora

(…) “A estratégia é reforçar o comércio com países da America Latina e Central e expandir as vendas para México, Estados Unidos e Europa, para retomar o market share de 1% do comércio global nos próximos 10 anos”, afirmou Rafael Cervone, presidente da Abit. Avaliou também que a recuperação não virá ainda em 2015, “mas o setor pode ganhar fôlego em meados do ano que vem”. (Gazeta do Povo/Curitiba/PR/09-08-2015)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.