Quatro delas tiveram R$ 5,5 bilhões de prejuízo

No segundo trimestre passado, quatro empresas do grupo das organizações com X, do ex maior bilionário brasileiro EB, tiveram R$ 5,5 bilhões de prejuízo. Agora, a LLX que opera o porto do Açu, deverá ter o seu controle repassado para a americana EIG na qual Eike, que possuía 54% passará a ter apenas 21%. (Folha de S. Paulo – 15/08/2013)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.