Para o vestuário em 2018 estima-se em 6,5 bilhões de peças

O varejo têxtil começou 2018 em clima positivo moderado, e as empresas investindo na conexão com o público. Quanto ao fato, Edmundo Lima, diretor executivo da Abvtex, que reúne as grandes redes de vestuário no País, comenta: “As lojas precisaram investir em superar as expectativas do consumidor. E isso vai desde o desenvolvimento de produtos com alto valor agregado e bom custo-benefício até a capacitação dos funcionários e a organização além da curadoria de cada loja”. Ainda de acordo com a Abvtex, em volume de peças, neste ano de 2018, as estimativas apontam para a comercialização 6,5 bilhões de peças. Em 2017 chegaram a 6,2 bilhões e em 2016 foram 5,7 bilhões. Acerca da comunicação neste segmento, o fundador e presidente da rede TNG, de roupas casuais, Tito Bessa, diz: “A maneira de se comunicar mudou muito e estamos focando esforços para acompanhar essas mudanças. (Estadão/Marcas/30-05-2018)

OF8NHB0

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.