Palestra do Marcelo Prado na MOVERGS – Bento Gonçalves/RS

À convite da MOVERGS, Marcelo Villin Prado, diretor do IEMI, fez palestra, ontem dia 10 no auditório do CIC em Bento Gonçalves (RS), falou sobre o crescimento do consumo interno de mobiliário nos últimos cinco anos.

Na apresentação, Marcelo Prado, divulgou informações detalhadas sobre o perfil, evolução e participação dos principais canais de varejo de móveis no país. Na análise, mostrou o crescimento em volumes do consumo interno de mobiliário nos últimos cinco anos e ainda fez uma estimativa do comportamento do varejo. Na oportunidade, foi possível conhecer os indicadores que revelam o crescimento médio de 7% registrado, de 2009 a 2013, no consumo interno (aparente) de móveis, chegando à 508,6 milhões de peças no último ano. Em valores nominais, esse aumento corresponde a 67,7% neste mesmo período. “O varejo de móveis vem crescendo de forma expressiva. Ao todo foram comercializados 425 milhões de peças de móveis e colchões no varejo brasileiro, que geraram uma receita de R$ 59,1 bilhões em 2013”, afirmou Prado.

Em outro tópico, o palestrante, enfatizou acerca dos números que devem ser registrados até o final deste ano de 2014, os quais deverão mostrar, como estimativa queda de 2,8% em peças e alta de 1,6% em valores.

Para as indústrias, o mesmo enfatizou que se planejem de modo mais eficiente quanto ao seu posicionamento no varejo além de demonstrar como o mercado vem se comportando por região. Os dados mostrados por Prado, e coligidos pelo seu instituto, o IEMI, mostram que a região Sudeste concentra o maior consumo de móveis (46%) e colchões (49%). Já os municípios com 50 mil habitantes ou mais respondem por 78% da demanda potencial e por 69% das lojas especializadas em móveis. A classe média (B2/C) responde por 58% do valor gasto pelos consumidores em móveis e colchões. “Nos últimos anos, a melhor distribuição da renda gerou movimento de ‘up-size’ na população e no consumo, aquecendo o mercado interno”, ponderou Prado.

O detalhamento aferido pelo IEMI sobre os canais de varejo de móveis destaca que o Brasil possui 50,9 mil pontos de venda de móveis, dos quais 22,5% encontram-se em São Paulo. Destes, 42,7 mil (83,8%) são lojas especializadas em móveis e colchões, responsáveis por 68% dos volumes escoados destes produtos no varejo nacional. As outras 8,2 mil lojas não especializadas (16,7% dos PDV), são responsáveis por 32% das vendas de móveis e colchões no Brasil. Além disso, detalhou o mesmo o mix de produtos do setor, preços médios práticos, entre outros indicadores de grande relevância para o planejamento das empresas deste segmento no país.

A referida palestra foi uma sinopse do estudo recém-lançado pelo IEMI sob o titulo Canais do Varejo de Móveis o qual está à disposição dos interessados para aquisição. (conteudo.portalmoveleiro.com.br/10-12-2014)

www.movergs.com.br.

http://conteudo.portalmoveleiro.com.br/visualiza-noticia.php?cdNoticia=26791

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.