O setor químico frente a 2017

De acordo com matéria do jornal Valor, de ontem, dia 6, a Dow Chemical, vê sinal de retomada na demanda no Brasil. Na mesma, o presidente global de embalagens e plásticos de especialidades, dessa multinacional, Diego Donoso, manifesta que: “trimestre a trimestre, já começa a se estabilizar em níveis pré 2015”. Na visão da A.T. Kearney Brasil, através de François Santos, sócio dessa consultoria,  este país, depois da China, é o maior alvo de companhias químicas sediadas em mercado desenvolvidos que estão em busca de ativos nos emergentes. Segundo estudo da mesma, “o Brasil está no mapa mundial de fusões e aquisições”, afirma Santos. Ainda de acordo com Santos, em 2017 o setor, a nível global, caminha para um recorde em volume de operações de fusão e aquisições com mais de US$ 300 bilhões já previstos. (Valor/06-04-2017)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.