O projeto é adiado e em 2016 o mínimo será de R$ 854

A repercussão em 16 estados e na internet levaram o presidente do Congresso a suspender a votação do projeto de terceirização que inclui até pilotos e professores. Detalhe a parte: segundo consta, no projeto da lei de diretrizes (LDO), de 2016, o novo salário mínimo terá aumento de 8,37% a partir de primeiro de janeiro de 2016 e valer R$ 854. (Monitor Mercantil/SP/16-04-2015)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.