Na Mídia: Produção de móveis para escritório cresce 19% ao ano

Muita coisa mudou nos escritório e nas áreas administrativas das empresas. Se, a princípio, as escrivaninhas e as cadeiras rotatórias dominavam os ambientes corporativos, a invasão do design nos escritório veio quebrar padrões e oferecer opções inovadoras que tragam mais conforto para o ambiente de trabalho.Existem muitas pessoas que passam a maior parte do dia dentro de um escritório, e para não tornar este trabalho cansativo demais se faz necessário alguns móveis de qualidade , com ergonomia, tecnologia e praticidade.

Várias empresas se dedicam em tornar este ambiente o melhor possível desenvolvendo uma linha toda especial em mobiliário corporativo. Percebe-se um avanço tecnológico muito grande no segmento, sobretudo em cadeiras, como também no design.

O Gerente de Produto da Bortolini Móveis, fabricante de mobiliário corporativo com sede em Garibaldi-RS, Daniel Leti destaca que os móveis para escritório podem variar conforme a disposição do espaço, eles devem proporcionar praticidade em sua locomoção e agilidade para desempenhar os trabalhos diários, como também estar em conformidade com a legislação. (ouça a entrevista)

Há também aqueles que levam o escritório para dentro de suas casas, decoram um local onde possam ter um momento de reflexão, estudos e até mesmo o próprio trabalho, porém mesmo em casa o escritório deve ser um local diferenciado dos demais.

De acordo com o Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil, realizado pelo Núcleo de Inteligência do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi) a produção de móveis de escritório é a que mais cresce no setor moveleiro: 19% ao ano em volumes contra 6,4% dos residenciais . Segundo o estudo isso se deve aos crescentes investimentos da construção civil em imóveis corporativos .
Dicas para seu home-office:
1) Opte por móveis simples priorizando o Design, Harmonia e Funcionalidade;
2) O produto que você escolher deve ser versátil. Ele deve ter acabamento em todos os lados para que você possa, por exemplo, fazer uma divisão de ambientes. Trocar a disposição das peças quando sentir vontade.
3) Nada adianta você escolher um armário lindo, e quando abri-lo, verificar que o acabamento é péssimo. Preste atenção nos detalhes.
4) Escolha bem a matéria-prima, busque por um mobiliário prático, que traga inovação e soluções simples, úteis para quem tem pouco espaço.

 

>> Leia a matéria na íntegra

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.