Na mídia: Emoção dita compra de calçados

O Núcleo de Inteligência de Mercado do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi) divulgou, em janeiro, durante a Couromoda, o primeiro estudo sobre o Comportamento de Compra do Consumidor Brasileiro em relação aos calçados. O estudo revelou que, na maioria dos casos, a compra de calçados não é planejada pelo comprador. Ela acontece pela proximidade do cliente com o produto e o encantamento provocado pela vitrine e pelo bom atendimento da loja. A emoção leva à compra de um calçado na maior parte dos casos. A substituição de peça antiga ou aquisição de uma nova para uma festa ou evento especial soma 38,7%. As demais opções, todas ligadas a aspectos emocionais, somam 61,3% das respostas. No entanto, o calçado tem de ser confortável para 65,4% dos entrevistados. A vitrine também exerce um papel importante na hora da compra para 78,2% dos entrevistados que reparam sempre nas vitrines das lojas e 93,7% que se sentem influenciados por ela no momento da compra. Houve até quem já deixou de entrar em uma loja por não ter gostado da vitrine: nada menos que 75,7%. “A melhor estratégia para o lojista fazer o produto vender é colocá-lo em uma vitrine bem arrumada, em que o calçado apresente destaque para atrair a atenção do cliente”, afirma Marcelo Villin Prado, diretor do Iemi. A pesquisa foi realizada no final de 2011, com 3.260 consumidores, de ambos os sexos, com idade acima de 15 anos.

 

Leia a matéria na íntegra: http://www.costuraperfeita.com.br/edicao/10/materia/couro-e-cia.html

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

Curta o IEMI no facebook

Siga o IEMI no twitter


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.