Na mídia: Consumo testa força da moveleira gaúcha Unicasa

[…] O ramo moveleiro, que tem o segundo maior polo justamente na região da Serra gaúcha, é dominado ainda por empresas familiares e de pequeno e médio porte. “O exemplo da Unicasa pode ser seguido, com mais grupos buscando fusão e quem sabe o mercado de capitais”, especula Cansan. O consultor do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi) e analista da indústria de móveis Marcelo Villin Prado agrega requisitos como forte profissionalização para alcançar o patamar. “É preciso visão além das necessidades da família. Quando dá certo vira um ativo”, provoca Prado.

Mas antes disso, o candidato a IPO e seus concorrentes terão de torcer para as vendas de 2012 se recomporem. O ano passado teve crescimento de 4,3% no volume, muito longe do paraíso da alta de 10% de 2010. A própria Unicasa sentiu na pele. O prospecto para investidores indica recuo de 5,7% na quantidade total vendida e avanço de 2,6% na receita bruta. No mercado doméstico, o volume caiu 7,6%, e o faturamento subiu 2,3%. A largada deste ano não está muito animadora. A Movergs espera desempenho um pouco acima da inflação até dezembro. As medidas do governo para desoneração da folha ainda não estão valendo e o corte no IPI tem efeito momentâneo. Na loja, os arquitetos e sócios Ricardo Vasconcellos e Ana Favieiro, franqueados da marca Favorita, assinalam que os três primeiros meses estão mais animadores que o ano passado, marcado por altos e baixos. “O planejado ficou mais acessível e vemos que tanto donos de imóvel novo como usado tentam ir mobiliando aos poucos”, descreve Vasconcellos. […]

 

Leia a matéria na íntegra: http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=91225

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

Curta o IEMI no facebook

Siga o IEMI no twitter


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.