Morre o escritor da liberdade

O autor de “As Veias Abertas da América Latina” (1971), traduzido para inúmeras línguas e de “Memórias de Fogo” (1986), além de outras dezenas de obras, faleceu ontem em Montevidéu, onde nasceu em 1940. Calou-se, a voz daqueles que não podiam falar, Eduardo Germán Maria Hughes Galeano. Devido a perseguição política, foi preso, exilado na Argentina, depois na Espanha, e volta ao Uruguai em 1985. Desejou ser jogador de futebol quando criança, enveredou pelo jornalismo e motivou-se a escrever o “Futebol de Sol à Sombra”. Dirigiu o diário Época, e na Argentina lançou a revista cultural Crises. Uma frase destacada de sua vida e obra: “A necessidade de segurança é a ditadura que hoje reina no mundo”. (Caderno 2/14-04-2015)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.