Moda íntima poderá recuar 1%

Segundo o IEMI – Inteligência de Mercado, o segmento de moda íntima, poderá ter um consumo menor da ordem de 1% em volume na relação com 2015 com cerca de 847,6 milhões de peças, as quais poderão proporcionar receita maior, sobre 2015, de 0,7% e chegar a R$ 1,99 bilhões. Em matéria sobre moda íntima, o jornal Valor, revela que segundo produtores participantes do mesmo, o bojo estaria perdendo espaço, onde destaca que: “Há mais demanda por peças maiores – 51% da população com mais de 18 anos está acima do peso ideal”. (Valor/08-09-2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

 >> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.