Mês de maio mostra queda na produção e consumo de móveis

Relatório Conjuntura e Comércio Externo do Setor de Móveis no Brasil – Junho de 2013 apontou dados completos sobre segmento moveleiro gaúcho

O panorama do mês de maio deste ano apontou um recuo na produção e consumo de móveis. No país, a produção teve queda de 8,5%, chegando a 41,4 milhões de peças, mas acumulou alta de 5,8% em 2013. O Rio Grande do Sul também seguiu o ritmo nacional e teve queda de 9% no mês, contabilizando 7,2 milhões de peças produzidas – 17,3% da produção de móveis do Brasil.

O consumo aparente da indústria de móveis foi outro dado negativo em maio, com queda de 9% e 40,7 milhões de peças, mesmo assim acumula alta de 7,7% no ano. Para os gaúchos o consumo chegou a 6,9 milhões de peças e diminuição de 10,6% no mês. Estes dados estão presentes no Relatório Conjuntura e Comércio Externo do Setor de Móveis no Brasil – Junho de 2013, elaborado pelo Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI).

O estudo também mostrou números sobre o volume de pessoal ocupado no setor de madeira e móveis, que avançou 0,9% em maio, mas no comparativo com o mesmo mês de 2012 apresentou queda de 4,7%. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (CAGED) indicaram ainda que maio teve saldo negativo de 583 postos no segmento, alcançando 280.750 empregos diretos – estatística comprovada pelo mau desempenho do setor durante o período, o que pode ter provocado demissões.

A produtividade do setor também recuou 4,3% no mês, acumulando alta de 11,4% no ano, bem acima do resultado da indústria de transformação que tem crescimento de apenas 3,3% em 2013. Já no comércio varejista de móveis, incluindo eletrodomésticos, as vendas avançaram 10,6% em volumes de peças e 11% em valores das receitas – ritmo considerado acima que o do varejo em geral. Os preços ao consumidor de móveis cresceram 0,48% em junho e 4,58% no ano; a inadimplência também avançou 0,1% em maio e 1,5% no ano, com destaque para os protestos.

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES
As exportações brasileiras de móveis foram de US$ 66 milhões em maio, representando acréscimo de 4,5% em relação ao mesmo mês em 2012. Já as importações do país foram de US$ 62,1 milhões, com queda de 6,5%. No Rio Grande do Sul, as exportações registraram alta de 21,1%, chegando a US$ 19,6 milhões.

Já as importações do estado contabilizaram US$ 4,1 milhões e aumento de 68,9% – no entanto, a participação dos importados no RS diminuiu, passou de 0,7% em abril para 0,6% maio; e os exportados passaram de 2,9% para 4,4%, no mesmo período. Outro destaque foram as importações de máquinas de móveis, que cresceram 21,4% entre janeiro e junho deste ano se comparado ao mesmo período do ano anterior. São Paulo continua como o principal estado importador com 58,9% dos valores de 2013. Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul representam juntos 25,3% das importações brasileiras. (Fonte: Movergs – 26/07/2013)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.