Menos vestuário importado

Com a alta do dólar, a partir do final de 2015, se intensificaram as compras no mercado interno, substituindo as importações. “Mesmo que a demanda interna não cresça em 2016, será necessária aumentar a produção para abastecer as lojas”, aponta o diretor do IEMI – Inteligência de Mercado, Marcelo Villin Prado, que também prevê:  “Ainda que a atual conjuntura se mostre instável, a venda de coleções no segundo semestre poderá ser melhor que em 2015”. E completa com as seguintes observações: “As indústrias que partiram para tirar pedidos de seus produtos no porta a porta e indo mais longe que o seu entorno, certamente se beneficiaram. Ao contrário, o pequeno varejo se viu prejudicado pois teve que cortar pessoal, acumulando atividades, e tendo menos tempo para realizar compras e escolher coleções, em especial, quando o dono teve que ir para o caixa”. (Portal BGL Jeans/16-05-2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.