Menos custos no Paraguai

Desde 1975, o Paraguai, na America Latina é o que mais cresce. Segundo Wagner Luis Weber, das Braspar, sua expansão média anual é de 6,8%. A nota de risco avaliada pela Moody’s veem melhorando (de Ba2 para Ba1, de 2014 para 2015). Sua carga tributária baixa, assim como os encargos sobre a folha de pagamento 35% (no Brasil 102%), imposto de renda para pessoa jurídica 10% (no Brasil 34%), na pessoa física 10% (27%) e seu imposto sobre valor agregado 10% (25% no Brasil). Desde os anos de 1960, mantêm baixas ou inexistem barreiras às importações e exportações. No momento, o Brasil é o segundo maior investidor estrangeiro neste país, através de têxteis, vestuário, calçados, autopeças, frigoríficos, cimento e plásticos. (Revista PIB/Abr-Mai-Jun/2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

 >> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.