Menos brasileira

“O Brasil está pagando a conta da estratégia dos países desenvolvidos de enfrentar a crise com aumento das exportações” critica o economista José Carlos de Assis, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Assinala ainda, que essa mudança de cenário “tende a ser estrutural”, pois de acordo com ele, para isso há determinação política sobretudo nos EUA e na Zona do Euro. Neste particular, segundo a CNI, a indústria de transformação amargou mais desnacionalização no último trimestre (janeiro a setembro), puxada pelos farmoquímicos e farmacêuticos 2,3 pontos; derivados do petróleo 1,3 ponto, máquinas e materiais elétricos 1,1 ponto, além de informática, eletrônicos e ópticos que tiveram aumento, nas importações, de 1 ponto. (Monitor Mercantil – 15/11/2013)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.