Lá o corte já atinge 6 mil e revisa outros 20 mil

O novo governo argentino, de Mauricio Macri, que assumiu em 10 de dezembro de 2015, já demitiu 6 mil “nhoques” (popularmente, assim conhecidos funcionários que não exercem plenamente suas funções), e estima-se que 20 mil outros contratos estejam sob revisão. Ontem, esse presidente apresentou um plano de modernização do estado baseado em 5 pontos, a ser conduzido pelo Ministério da Modernização que está sendo conduzido por Andrés Ibarra. (Estadão/23-02-2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.