Desiste de recriar a CPMF

Um dia após desistir de recriar a CPMF, descartado pelo Congresso em 2007, na gestão de Luiz Inácio da Silva, o governo decidiu, ontem,  enviar a proposta de Orçamento de 2016 com previsão de déficit primário, mesmo sem levar em conta as despesas com pagamento de juros. Segundo fonte ligada ao governo, o déficit deverá ficar em torno de R$ 30 bilhões. (Estadão/31-08-2015)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.