Depois da S&P, agora a Fitch

Ontem, uma das três grandes agências internacionais de classificação de risco, a Fitch, rebaixou a nota (BBB-) e retirou o grau de investimento do Brasil assim como o vez a Standard & Poor’s em setembro passado. Por sua vez a agência Moody’s já avisou que poderá cortar a nota nos próximos dias. Na sua coluna diária de hoje, Celso Ming pontua: (…) “A perspectiva agora é de disparada da dívida publica que hoje é de 66,1% do PIB, em direção aos 80% do PIB e daí para o que Deus quiser”. (Estadão/17-12-2015

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.