Cresce sem apresentar lucro

O varejo online de moda (vestuário, calçados e acessórios), neste ano apresentou crescimento de 27,9% no primeiro semestre. Mas poucos lucros para comemorar. De janeiro a junho passado a receita desse segmento chegou a 7,4 milhões de pedidos, correspondendo, segundo o E-bit a uma receita de R$ 1,35 bilhões. Dados revelam que no segundo trimestre, entre receitas e despesas a Netshoes teve prejuízo de R$ 16,1 milhões, a B2W chegou a uma perda de R$ 111,8 milhões e Inbrands (que também opera no varejo físico), neste canal perdeu R$ 26,6 milhões. Porém alguns daqueles que operam em ambos os canais (físico e online), apresentaram bons resultados – Lojas Renner lucrou R$ 193,6 milhões, Guararapes (Riachuelo) teve lucro de R$ 82,3 milhões, Cia. Hering apresentou lucro de R$ 88 milhões e a Restoque conseguiu um lucro de R$ 8,3 milhões. Entre as grandes redes, a Marisa apresentou prejuízo de R$ 24,4 milhões. No canal varejo físico de moda houve crescimento de 5,8% em volume e 8,2% em receita nominal, segundo o IBGE. (Empresas/Valor/15-09-2017)

OE9TCD0

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.