Consumidor de calçados prioriza preço

Junto aos consumidores de calçados, as lojas de departamentos ampliam sua participação de 14% (2014) para 38% (2016), revela levantamento do IEMI – Inteligência de Mercado, realizado em abril de 2017 (atualização do levantamento realizado em janeiro de 2014), de acordo com pesquisa que ouviu 1.252 consumidores de diferentes faixas etárias envolvendo todas as classes sociais e região do país. Este instituto identificou outros dados importantes ocorridos na compra de calçados, na mesma, os entrevistados priorizaram preços mais baixos, bom atendimento das lojas, qualidade e variedade de produtos. “Antes da crise parte da compra de calçados, era feita por impulso, agora é por necessidade”, afirma Marcelo Villin Prado, diretor do IEMI. A pesquisa identificou também que os clientes da mesma forma priorizaram uma marca na hora de escolher. O item conforto aparece em primeiro lugar citado por 43% dos entrevistados. No ano passado o varejo vendeu 784 milhões de pares e em 2015 foram 836 milhões. (Diário do Comercio/ 05-06-2017)

Dollarphotoclub_39241116

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.