Compras de roupas com Bitcoin

Roupas de vestuário e linha lar já podem ser adquiridas por criptomoedas no Brasil. O portal Coinmap.org que registra estabelecimentos que as aceitam, quase 200 no Brasil. O grupo Reserva, voltado para a moda vestuário, passou a aceitar bitcoin em 2017, também em decorrência do DNA de inovação explica seu gerente de tecnologia, Rodrigo Berutti. O foco é no e-commerce responsável por perto de 20% de vendas do grupo com aceitação por meio do gateway da MundiPagg em todas as marcas do grupo Reserva. Após lançamento em janeiro, o número de pedidos pagos com Bitcoin chegou a dois mil, com acréscimo superior a 3% nas páginas virtuais por conta da novidade. (Empresas/Valor/03-08-2018)

download

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.