Com 303 lojas, lucra mais com a financeira

A rede de varejo Pernambucanas cresce pouco em relação aos concorrentes e seu lucro aumenta na área financeira de suas atividades. Nos últimos cinco anos, passou apenas de 269 para 303 lojas. Sua controladora maior individual (possui 30% de participação) Anita Regina Lundgren, neta do fundador, Herman Lundgren, disputa na justiça outros 25% em poder dos seus sobrinhos. Em 2013 obteve receita líquida de R$ 4,26 bilhões e lucro líquido de R$ 7,92 milhões que contabilmente, a controladora no ajuste de suas contas (ganhos com a Pernambucanas, Financiadora e efeitos do Refis) passa de um prejuízo de R$ 45,7 milhões para lucro de R$ 161,6 milhões. Segundo notícia que circula no setor, essa rede em 2015 poderá retornar ao varejo online que funcionou entre 2008 e 2009. (Valor – 03/04/2014)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Curta o IEMI no facebook

>> Siga o IEMI no twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.