Coach, de bolsas, resiste à crise

A marca americana de bolsas e acessórios, Coach, fundada em Nova York, no ano de 1941, parece resistir à crise com o que denomina de “luxo moderado”. Presente em 20 países, no Brasil desde 2012, com 12 lojas, projeta chegar a 20 até 2020. Globalmente, os seus produtos masculinos correspondem entre 25% a 30% das vendas, cujo crescimento deve ocorrer nos próximos cinco anos, segundo seu executivo maior, Ian Bleckley, em entrevista exclusiva à Vanessa Baroni para o caderno “Eu &” da edição de hoje, do jornal Valor.

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.