Resenha dos têxteis em 2016

O IEMI – Inteligência de Mercado, acaba de lançar a 17ª edição do Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira – Brasil Têxtil, que apresenta os dados do período de 2012 a 2015 frente ao desempenho de 2016 sobre a cadeia desse setor que agrega os segmentos de fiação, tecelagem, malharia, beneficiamento, vestuário e linha lar/cama,… [leia mais]


Empregos no varejo de móveis

Os pontos de venda do varejo especializado em móveis empregavam diretamente um total de 249 mil pessoas em 2016, com a região Sudeste, sozinha, empregando 38,5%. Em seguida as regiões Nordeste, com 25,4%, Sul, com 20,4%, Norte, com 7,9%, e Centro-Oeste, com 7,7%. Conforme a concentração de pontos de venda, o estado de São Paulo… [leia mais]


O impacto social da indústria têxtil e confeccionista no Brasil

De acordo com o 17ª edição do Brasil Têxtil – Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira, editado e elaborado pelo IEMI – Inteligência de Mercado, a cadeia produtiva têxtil e confeccionista brasileira, quando comparada aos indicadores da indústria de transformação do Brasil, apresenta sua real importância, tanto pela relevância do valor da sua produção, quanto… [leia mais]


Comércio internacional têxtil brasileiro

Embora o Brasil seja um dos grandes produtores e um dos maiores consumidores mundiais, em termos de comércio internacional a sua participação ainda é muito pequena, estando colocado na 26ª posição entre os maiores exportadores de têxteis e na 82ª entre os maiores exportadores de vestuário, o que nos leva a concluir que, nesse segmento… [leia mais]


Na moda vestuário em 2017 as vendas deverão chegar a R$ 190,6 bilhões

O varejo de vestuário deverá voltar a crescer no Brasil neste ano. Trata-se da previsão do IEMI – Inteligência de Mercado para 2017, quando as vendas deste segmento deverão apresentar aumento nominal de 7,9% alcançando R$ 190,6 bilhões. Em 2016, houve queda de 2,6%. Em volume, o setor deve fechar o ano com crescimento de… [leia mais]


O vestuário, a crise e os novos consumidores

“Tem sido tempos difíceis os que passamos nestes últimos três anos desde o inicio da mais grave crise econômica da história vivida pelo Brasil”. “Só para ter uma ideia, em 2016 foram produzidos quase 5,9 bilhões de peças (contra 6,4 bilhões em 2010, o melhor ano da historia do setor)”. “O setor dá sinais claros… [leia mais]


A retomada no setor de cama, mesa e banho

A produção de artigos têxteis para cama, mesa, banho, copa/cozinha e decorativos, como um todo, vem caindo de maneira uniforme desde 2014. Neste período, a disponibilidade interna destes artigos, em número de peças, caiu 16,5% em 2016 em relação a 2014, queda muito atribuída à produção que recuou mais de 12%, bem como a importação… [leia mais]


Já disponível a 12ª edição do Relatório Setorial – Brasil Móveis

A nova edição do Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil (Brasil Móveis), já está disponível e traz informações macroeconômicas de extrema relevância sobre o setor moveleiro interno e externo. “Em 2016, o setor de móveis e colchões produziu R$ 58,1 bilhões, o equivalente a 2,6% do valor total da receita líquida da indústria… [leia mais]


Reciclados e vegetais no calçado

De acordo com o IEMI – Inteligência de Mercado, no setor calçadista cerca de 70 milhões de pares/ano já estão sendo elaborados com matérias primas recicladas e vegetais correspondentes a quase 8% da produção anual calçadista brasileira. À nível de pessoas, as estimativas são de que cerca de 16 milhões de indivíduos no Brasil já… [leia mais]


M. Pollo estréia no varejo

O Grupo MPL de Goiânia, dono das marcas M.Pollo, Paco e PK by Paco, fabricante de roupas masculinas, entrará no segmento varejista. No dia 10 próximo abrirá sua primeira loja no Flamboyant Shopping Center, em Goiânia. Em 2018, deverão ser abertas entre duas e quatro lojas próprias e iniciarão projeto de franquias cuja meta é… [leia mais]