Redecoração ou reforma são as principais motivações para a compra de um móvel novo

  Segundo a última pesquisa realizada pelo IEMI sobre os hábitos de compra dos consumidores de móveis, entre os diferentes momentos da vida dos consumidores a maioria (43,4%) alegou a renovação e redecoração do ambiente para a compra de um móvel novo. Os que alegaram a reforma do imóvel somaram 11,4%. Somados, observa-se que 54,8%… [leia mais]


Indicadores: Volume de vendas do varejo de móveis avançou 19,8% em novembro

Volume de vendas do varejo de móveis avançou 19,8% em novembro. No ano, houve queda de 3,0% e nos últimos 12 meses, novamente queda, de 3,6% no volume de vendas. Em valores, as vendas houve alta de 19,7% no mês de novembro. No ano, houve crescimento de 1,7% e nos últimos 12 meses, houve alta… [leia mais]


O Sudeste no varejo de móveis

Os estados do Sudeste concentram cerca de 42% dos pontos de venda de móveis no Brasil. O estado de São Paulo responde sozinho por cerca de 22% dos pontos de venda, considerando o ano de 2016. É significativo também a enorme ocorrência de pontos de venda de micro e pequeno porte, onde cerca de 62%… [leia mais]


Indicadores: Volume de vendas do varejo de móveis avançou 2,9% em outubro

Volume de vendas do varejo de móveis avançou 2,9% em outubro. No ano, houve queda de 4,6% e nos últimos 12 meses, novamente queda, de 5,3% no volume de vendas. Em valores, as vendas houve alta de 2,9% no mês de outubro. No ano, houve crescimento de 0,7% e nos últimos 12 meses, houve retração… [leia mais]


Indicadores: Volume de vendas do comércio varejista teve alta de 1,8% em outubro

Volume de vendas do comércio varejista em geral teve alta de 1,8% em outubro. No ano, houve alta de 1,4% e nos últimos 12 meses, em relação ao mesmo período do ano anterior, houve crescimento de 0,3% no volume de vendas. Em valores, as vendas avançaram 1,9% em outubro. No ano, houve alta de 1,9%… [leia mais]


Mais de 60% dos consumidores de móveis pesquisam na Internet antes de realizar a compra

A exposição dos produtos na Internet fornece informações preliminares aos consumidores de forma a gerar objetividade e segurança na hora da compra, principalmente para um produto tão importante para o lar como móveis. Em pesquisa do IEMI destinada a entender o comportamento de compra do consumidor de móveis mostrou que mais da metade (63,6%) dos consumidores… [leia mais]


Sala de estar, ambiente privilegiado na compra

O comportamento de compra dos consumidores de móveis, analisado pelo IEMI – Inteligência de Mercado, mostra que a sala de estar é o ambiente privilegiado no momento da compra para quem quer renovar a decoração. Dos participantes, 24,1% disseram que escolheram artigos deste espaço da casa na última compra, sendo que o dormitório de casal… [leia mais]


Indicadores: Valor da produção de móveis avançou 11,4% em outubro

Em valores, a receita do setor moveleiro, no mês de outubro, alcançou o valor estimado de R$ 6,1 bilhões, alta de 11,4% frente ao mês anterior; No ano, houve alta de 9,6%, em relação ao mesmo período do ano passado. Nos últimos 12 meses, a receita de vendas teve aumento de 9,0%. (Fontes: IEMI /… [leia mais]


Investimentos de máquinas na indústria de móveis

Em 2016 foram investidos R$ 962,3 milhões na indústria moveleira, aproximadamente 59% dos valores se destinavam à aquisição de novas máquinas e equipamentos e os 41% restantes para as instalações industriais e o treinamento de pessoal. Em relação às máquinas importadas, a Alemanha se manteve líder no fornecimento ao Brasil de máquinas para madeira, participando… [leia mais]


O dormitório no varejo de móveis planejados

Dentre as linhas de produtos comercializadas nas lojas de móveis planejados, os móveis para dormitório são os mais vendidos, participando com 34,9% em número de peças, considerando o ano de 2016. Na sequência estão os móveis para cozinha (com 29,6%), as demais linhas respondem juntas por 35,5%. Embora este canal do varejo de móveis tenha… [leia mais]