Calçados se expandem no exterior

O setor calçadista brasileiro amplia sua participação no mercado externo. Não são apenas os grandes fabricantes como Alpargatas (Havaianas), Grendene (Ipanema) e Arezzo (Schutz), que intensificam neste sentido suas estratégias. Outros como a Kidy, fabricante infantil de Birigui (SP), destina 15% de sua produção para o exterior, ou como a Bibi que produz cerca de 2,5 milhões de pares/ano, que teve alta de 10% em sua demanda no exterior neste ano. Estes e outros estão se beneficiando pela presença em feiras de calçados pelo mundo, como por exemplo, na Micam (Itália). De janeiro a outubro, foram embarcados 99,9 mil pares (3,5% acima do registrado nos 10 primeiros meses de 2016) resultando em valor cerca de R$ 1,5 bilhão (no mesmo período de 2016 – R$ 700 milhões). (Empresas/Valor/10-11-2017)

Dollarphotoclub_87737531

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter>

Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.