Blog

Em 2017, o segmento de lingerie deverá ter crescimento na produção

De acordo com o IEMI – Inteligência de Mercado, o segmento de lingerie brasileiro, poderá neste ano de 2017 apresentar crescimento de 3,5% em peças (cerca de 818 milhões de peças) e quanto ao valor da produção, estima uma alta de 8,9% (cerca de 7,521 bilhões). (@IEMIpesquisas)   Fique por dentro do mercado de Moda… [leia mais]


Sinais de reação na indústria

A indústria nacional começou 2017 melhor que nos dos últimos anos. Tal fato é apontado pela pesquisa Sondagem Industrial da CNI. Em janeiro a produção ficou em 44,2 pontos ante 39,7 de 2016, e 42,7 pontos de 2015. A  expectativa, para os próximos 6 meses é de crescimento das exportações e da demanda quando deverá… [leia mais]


A prioridade 1, 2 e 3 é aprovar

Em entrevista, de página, ao jornal Valor de hoje, o economista chefe e sócio da gestora carioca SPX Capital, Beny Parner e ex diretor de assuntos internacionais do BC entre 2002 e 2003, explica porque “a prioridade 1, 2 e 3 é aprovar a reforma da Previdência. Se não passar, vai ter alta de imposto”…. [leia mais]


Confiança do comercio

O Índice de Confiança dos Empresários do Comercio (ICEC) de fevereiro, realizado pelo CNC, apontou que 18,6% dos varejistas estão mais confiantes na comparação com fevereiro de 2016. Na relação com janeiro deste ano subiu 1%. (Coluna do Broad/Estadão/21-02-2017)   Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração >> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn… [leia mais]


Sobre marcas de colchões, eles são mais fieis

A escolha da marca do colchão, quando da aquisição desse produto é determinado, na maioria das vezes pelos homens (46,2%). É o que mostra pesquisa realizada pelo IEMI – Inteligência de Mercado, no mês de novembro passado e publicada nos primeiros dias de janeiro, último. A mesma, ouviu 1.253 pessoas, a nível Brasil, da faixa-etária… [leia mais]


Surpresa no mercado, mas…

O Magazine Luiza, surpreendeu ontem o mercado, com os dados apresentados sobre 2016. Na linha final do seu balanço, o que era perda de R$ 65,6 milhões em 2015 passou para saldo positivo de R$ 86,6 milhões em 2016. Neste ano de 2017 os seus papeis se valorizaram na ordem de 65,7% (Ibovespa, neste período… [leia mais]


Para bons projetos não faltará dinheiro

Em resposta a algumas críticas pelo represamento de crédito por parte de BNDES, o diretor da área de crédito desse banco, Claudio Coutinho Mendes, em entrevista ao jornal Valor, entre outras considerações explicou: “Para bons projetos não faltará dinheiro”. Mesmo com a devolução de recursos ao tesouro em dezembro, o caixa do BNDES conseguiu nos… [leia mais]


Grendene vê sinais de melhora

De acordo com avaliação de Francisco Schmitt, diretor financeiro e de relações com investidores da Grendene, fabricantes de calçados do Rio Grande do Sul, o Brasil sofreu redução de 200 milhões de pares, desde o inicio de 2014 (e já encolheu 20% nos últimos anos), mas, pontuou: “Há sinais de uma melhora moderada neste ano”…. [leia mais]


Entre elas a Renner

Diante da queda da SELIC, os fundos de pensão passaram a olhar aplicações alternativas como o crédito privado para elevar a rentabilidade. Nos últimos dias, Telefonia Brasil, Lojas Renner e Companhia Energética de Pernambuco (celpe) captaram, juntas, R$ 3 bilhões por meio de debêntures MRV e CPFL. (Valor/20-02-2017)   Fique por dentro do mercado de… [leia mais]


Vestuário brasileiro produziu quase 5,5 bilhões de peças

De acordo com o IEMI – Inteligência de Mercado / IBGE /SECEX, a produção brasileira de vestuário, em 2016 atingiu em volume 5.456.710 mil peças. Importou 567.483 mil peças, representando queda de -33,8% sobre o ano anterior e exportou 26.135 mil de unidades com alta de 1,5% sobre 2015. (Monitor Mercantil/SP/17-02-2017)   Fique por dentro… [leia mais]