Abit prevê melhora neste novo semestre

Segundo Rafael Cervoni, presidente da Abit, que congrega os têxteis brasileiros, no primeiro trimestre, de acordo com todos os indicadores mostram um sinal de recessão no País, mas tende a apresentar alguma melhora até o final deste ano. A produção física no semestre passado, fechou em queda de 9,2% na comparação com igual período de 2015 e as confecções tiveram de recuou de 11,6%. O uso da capacidade instalada no segmento têxtil chegou a 78,8% e na área do vestuário a 83,3%. (Valor/03-08-2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

 >> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.