Abimaq propoe ao governo

A associação que congrega os fabricantes de máquinas no Brasil, Abimaq, através de seu novo presidente, João Carlos Marchesan e do presidente executivo, José Veloso, cobra do governo, taxa de juros que deixe o investimento produtivo mais atrativo. “O maior concorrente da industria, hoje é o Banco Central”, reclama Veloso. Por sua vez, Marchesan, aponto a falta de uma política industrial sobretudo com câmbio mais competitivo capaz de permitir atuação no mercado externo, defende ainda que o governo exija contrapartida dos vencedores de licitações na forma de compras de fornecedor nacional – uma espécie de conteúdo local. Diante do cenário atual essa entidade estima que o setor deverá chegar a R$ 80 bilhões neste ano. Em 2012 atingiu R$ 120 bilhões. (Valor/25-08-2016)

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

 >> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.