A moda se adapta ao cenário

A crise política econômica que o Brasil enfrenta mudou radicalmente a forma de ser de lojistas. Consulta feita a uma dúzia de confeccionistas da região do Bom Retiro, na zona oeste de São Paulo, pelo Diário do Comercio, revela que as mesmas enxugaram custos fecharam algumas lojas e cerca de 30% da produção da coleção outono/inverno frente a igual período de 2015. Outros expedientes: a Cotton Colors fechou 2 lojas (das 5 de atacado), reduziu modelos e baixou a produção, além de (em momentos especiais), oferecer mimos para seus clientes. No último dia 22, na entrada de uma das suas lojas, funcionária servia frutas com calda, para quem entrava a fim de espiar seus modelos. Na mesma linha, Pavlos Theodorakis da Main Street, de roupas masculinas, informava que irá manter os 80 modelos de sempre, mas reduzir o numero de peças por modelo. Com 39 anos no bairro, a Loony, de jeans, que possui cerca de 150 funcionários entre suas 3 lojas e 2 fábricas, reduziu suas margens e irá vender os produtos por preços iguais ou até menores do que em 2015. (Diário do Comercio/24-03-2016 – http://www.dcomercio.com.br/categoria/negocios/no_bom_retiro_lojista_serve_ate_fondue_para_vender_pecas_de_frio )

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.