2016 poderá ser melhor que 2015

Em volumes, as vendas no varejo de roupas caíram 4,2% em 2015 ante 2014 de acordo com o IEMI – Inteligência de Mercado. neste ano a previsão é de crescimento de 0,8% em 2015. “É um crescimento vegetativo, mas positivo”, diz Marcelo V. Prado, seu diretor. Pelos levantamentos deste instituto a produção de roupas caiu 6% em 2015, mas deve crescer 5,5% neste ano. Tal previsão, de acordo com Prado, será reflexo da queda da importação de roupas devido à alta do dólar. Porém, Prado diz que o varejo do vestuário vai ter que se mexer – e muito – para driblar a crise. Para tanto recomenda: “Para encantar um cliente não basta pensar nele, é preciso pensar como ele – Você não escolhe o cliente, é o cliente que escolhe você – Na hora da compra, o que conta é a percepção do cliente e não a sua”. Estes lembretes somados a outras estratégias poderá mostrar um 2016 melhor que 2015. (Para ver a matéria completa no Diário do Comércio, clique aqui).

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.