Brasil Móveis – Um Panorama do Mercado Moveleiro Brasileiro

A 14ª edição do Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil, já está disponível!

A indústria de móveis no Brasil exerce um papel de destacada relevância na cadeia produtiva da madeira, em que é, sem dúvida, o seu principal ator, e no suprimento de uma enorme rede de varejistas especializados e lojas de departamento que têm nos produtos ofertados pelo segmento uma de suas principais fontes de receita.

A produção de móveis e colchões. Em 2018, o setor de móveis e colchões produziu R$ 67,4 bilhões, o equivalente a 2,7% do valor total da receita líquida da indústria de transformação do país (excluídas a indústria extrativa mineral e a construção civil, que complementam o setor secundário da economia).

O número de pessoas empregadas neste setor é expressivo, sendo um dos mais expressivos nos setores da indústria de transformação, com mais de 260 mil empregados direto ou indiretos. Os empregos diretos e indiretos gerados pelo setor produtor de móveis e colchões somaram 268,3 mil postos de trabalho em 2018, ou o equivalente a 3,3% do total de trabalhadores alocados na produção industrial como um todo no Brasil nesse ano, bem demonstrando que, além da sua grande relevância econômica, esse é um segmento de forte impacto social. Os investimentos atingiram R$ 1,172 bilhão e foram alocados não somente na produção, mas também em outros aspectos do setor.

Existem unidades produtoras de móveis e de colchões em todas as regiões do país, tendo em vista não só a importância desse tipo de bem no consumo do brasileiro, mas também a dificuldade
com os custos de transportar este tipo de produto para regiões mais distantes. No entanto, mesmo com essa presença em todo o território nacional, 78,1% das empresas estão fortemente concentradas nas regiões Sul e Sudeste, haja vista a importância de ambas as regiões na demanda do setor. O Nordeste é a terceira mais expressiva, com 12,0%, sendo uma das regiões que mais
apresentaram crescimento nos últimos anos no Brasil em termos de abertura de novas empresas.
Quanto à distribuição dos tipos de produtos produzidos pelas empresas, 85,8% das unidades produzem móveis de madeira; 7,9%, móveis de metal; 3,9%, outros móveis (de vime, ratan,
plástico, estofados etc.); e apenas 2,3%, colchões.

Capa-book-IEMI-Brasil-Móveis-2019

O relatório Brasil Móveis 2019, apresenta um robusto panorama do mercado moveleiro brasileiro, como; o desempenho da indústria moveleira brasileira 2014 a 2018 e participação do Brasil no mercado mundial. Destinos das exportações e importações, em volumes e valores, estatísticas macroeconômicas, perfil de 655 empresas do setor, além de dados dos maiores pólos moveleiros do País.

O Brasil Móveis é elaborado e editado pelo IEMI – Inteligência de Mercado, desde 2006, e nesta edição conta com o apoio institucional da Abimóvel, Brazilian Furniture, ApexBrasil, outras diversas entidades, associações, sindicatos do setor e o patrocínio da Sayerlack, Häfele, Blum, Revista Móbile e Promob.

 

Fique por dentro do mercado de Moda e Decoração

>> Conecte-se ao IEMI no LinkedIn

>> Curta o IEMI no Facebook

>> Siga o IEMI no Twitter

>> Conheça nossos Produtos e Serviços

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os comentários são sujeitos a moderação antes de serem publicados. Campos obrigatórios são marcados com *.